28 junho 2012

Hoje eu fiquei com medo...



Hoje eu fiquei com medo
Logo eu que não tenho medo de quase nada
Eu vivo a vida
Sempre deixando os infortúnios acontecerem
E o medo de lado
Junto com todos os pesadelos que tenho
Hoje eu entrei no carro
Chovia demasiado
E eu não conseguia enxergar nada através do vidro do carro
Foi como dirigir no escuro
Depois de não mais aguentar
A cegueira da chuva, da noite
Eu tive de parar
A escuridão eu já conheço
Mas quando a luz falta
Eu apenas sigo o caminho que eu já sei de cor
Mas se eu não conheço o caminho
Tudo fica mais difícil
Eu só queria chegar em casa são e salvo
Ou apenas salvo
Porque são seria um grande esforço
Que até agora não resultou em nada

5 comentários:

  1. Ter medo não é de todo ruim, amigo, faz você se sentir vivo.
    O medo nos ajuda a crescer e amadurecer, te adoro.

    :*

    ResponderExcluir
  2. O meu maior medo ainda não aconteceu e não espero que ele aconteça tão cedo. Amei esse seu poema. Engraçado que o medo do que você sente não foi dito: seria da escuridão da noite, da chuva, da solidão, ou do carro não ter desembaçador? xD

    ResponderExcluir
  3. Eu gosto quando sinto o que leio. Mesmo. Parabéns. É lindo aqui.

    ResponderExcluir